os principais benefícios da comida oriental

Para quem gosta, a culinária japonesa pode ser considerada uma das mais saborosas do mundo. Mas será que peixes crus, algas marinhas e arroz agridoce podem substituir uma refeição com a mesma capacidade nutritiva que outros tipos de comida? Para falar sobre este assunto, o jornal A Redação convidou a nutricionista e especialista em Nutrição Esportiva Funcional e Fitoterapia, Carol Morais, para falar sobre as principais características das peças mais servidas nas casas especializadas em comida japonesa.

Para ela, não existe fórmula pronta, cada organismo deve ser respeitado com individualidade na hora de se escolher a dieta mais apropriada. “Se formos contar cada caloria gasta, um atleta de alto desempenho, que gasta 18 mil calorias em uma competição, deveria repor esse mesmo tanto de calorias em um mesmo dia. Ninguém consegue ingerir 18 mil calorias de uma só vez.”

Harmonia
No restaurante Hakone, em Goiânia, a nutricionista explicou, primeiramente, que a comida japonesa é muito saudável e apresenta praticamente os mesmos nutrientes encontrados em um prato típico brasileiro: arroz, feijão, carne e salada. “A principal característica desta comida é a harmonia que ela apresenta”, afirma Carol.

A nutricionista mostra que os pratos japoneses também possuem carboidrato, por causa do arroz, e fibras, que podem ser encontradas nas verduras. Os peixes também são ricos em proteínas e podem substituir a carne. Além disso, outros vários elementos nutritivos podem ser consumidos, como zinco, ômega 3 aceleradores de metabolismo.